ANTONIO CLAUDIO LAGE BUFFARA - TÉCNICAS CRIATIVAS DE MEDIÇÕES: RESOLVENDO PROBLEMAS COTIDIANOS USANDO A MATEMÁTICA!

Share:

A linguagem do universo é a matemática. Você talvez já tenha ouvido essa frase por aí. Isso porque, dentre outras razões, ela é uma proposição verdadeira. De fato, o mundo a nossa volta é desenhado em proporções matemáticas – e as conhecendo, podemos decodificá-lo sem o uso de instrumentos complexos.

Vejamos o nosso corpo. Desde Da Vinci sabemos que algumas proporções são universais em humanos. Exemplos: o seu nariz ocupa, exatamente, um terço da altura de seu rosto – naturalmente, o terço central...; seu pé mede o mesmo que o seu antebraço; a sua estatura equivale ao espaço localizado entre as extremidades de seus dedos, quando você está de braços abertos.

Sabendo disso, a medição do mundo se abre como possibilidade. Utilizando essas informações, como podemos medir, de modo rápido, a altura aproximada de um prédio. Fácil, desde que haja sol. Isso porque vamos utilizar a sombra do edifício para resolver a charada.

O primeiro passo é medir a nossa própria sombra. Se tiver a ajuda de alguém, peça para que a pessoa marque o chão onde se inicia e termina a sua sombra. Se estiver sozinho, o experimento ainda é possível, basta que marque o chão com o pé no início da sombra e depois, visualmente encontre um objeto que coincida com o fim dela. Depois, abra utilizando a extensão de seu corpo com os braços abertos, tire uma medida aproximada. Ex: se você tem 1,70 e sua sombra mede 1.5 o seu corpo de braços estendidos, significa que a sombra tem 2m55cm, aproximadamente.

O próximo passo é medir a sombra do edifício. O mesmo procedimento encontrará a razão X, variável, naturalmente, com o tamanho do edifício e a inclinação solar. Agora é só calcular as proporções entre a sua altura e a sua sombra, identificando o tamanho excedente derivado da posição da Terra em relação ao Sol, e aplicar a proporção retirada daí ao cálculo da sombra do edifício.
O resultado é o tamanho aproximado do prédio. Sabemos, assim, o resultado de modo muito mais rápido do que com um instrumento similar a uma fita métrica. Basta, para tanto, ciência e matemática.

Nenhum comentário