ANTONIO CLAUDIO LAGE BUFFARA - JOGO DO CÂMBIO: UMA PROPOSTA PARA EDUCAÇÃO INFANTIL

Share:


Ensinar matemática para crianças não é algo óbvio. Com efeito, o formato tradicional de ensino não se aplica à educação infantil, que pede muito mais do que uma aula expositiva comum. Como agir, portanto? O uso de jogos e atividades lúdicas é, sem dúvidas, uma das formas mais eficientes de se acessar a compreensão dos pequenos. Nesse sentido, o Jogo do Câmbio pode ser uma poderosa arma para professores.

Mas o que é esse jogo? O professor prepara dois conjuntos de objetos redondos, similares a moedas. Separa-os por cores distintas, atribuindo a um grupo um valor, e ao outro o valor decimal daquele número. Por exemplo, moedas azuis e brancas, tendo as azuis o valor de 1,00 e as brancas, de 0,10.

Depois, distribui uma quantidade específica de moedas entre os alunos, com a proporção aleatória entre brancas e azuis. Depois, solicita para que os participantes ofereçam trocas de moedas uns aos outros. Quanto você me dá por esta azul, pergunta o participante A, sendo o B responsável por oferecer uma ou mais moedas em troca.

É importante que ao fim de cada transação o professor explique o acabou de acontecer, quem saiu ganhando e quem saiu perdendo, tendo como critério o valor de face atribuindo a cada moeda. Dessa forma, os alunos poderão avaliar melhor na próxima transação, refletindo com mais qualidade sobre aceitar ou não as propostas feitas.

Como você já percebeu, o jogo estimula o desenvolvimento da habilidade de agrupamento – pela diferenciação entre moedas azuis e brancas – além de competências com números decimais. Eis uma excelente forma de preparar meninos e meninas para uma realidade que cada vez mais exige deles cálculos rápidos.

Nenhum comentário