A MATEMÁTICA E A NATUREZA

Share:

Talvez você já tenha ouvido que a matemática está em todos os lugares. De fato, em um mundo como o nosso, esse saber estrutura diversas outras técnicas e conhecimentos. É à matemática que o engenheiro e o arquiteto recorrem para projetar edifícios, pontes, estradas, por exemplo.

Entretanto, ela não está apenas no mundo social. É também parte da natureza.  São as formas dos fenômenos naturais frequentemente inspirações de teoremas, fórmulas e projeções matemáticas.

Em entrevista à Rede Globo, um profissional da área explicou como as formas da natureza influenciam os elementos da cultura.

"Se você analisar uma oca indígena, a oca indígena tem a mesma curva, a mesma hipérbole da Catedral de Florença, e é intuitivo. É intuitivo, porque é observação da natureza e a natureza é matemática”, explicou Miguel Pinto Guimarães.

Aprender matemática, assim, é tomar conhecimento de uma linguagem do mundo, ainda que desenvolvida pelo homem. Certamente é a melhor forma de compreender os aspectos físicos do planeja em que vivemos - e até do cosmos. Afinal, também os estudiosos desse campo lançam mão de nossa disciplina para aprofundarem seus estudos.

Acreditamos que encarar a matemática dessa forma é retirá-la do nível de abstração em que normalmente é posta. Paralelamente, entendê-la como parte indispensável da vida torna seu aprendizado potencialmente mais interessante. Que tal nós, professores, experimentarmos essa abordagem mais prática?

Nenhum comentário